Home / Arquidiocese / Fiéis receberão Indulgência Plenária durante Jubileu de 60 anos da Arquidiocese de Vitória

Fiéis receberão Indulgência Plenária durante Jubileu de 60 anos da Arquidiocese de Vitória

O Papa Francisco, a pedido de Dom Luiz Mancilha Vilela, concedeu Indulgência Plenária a todos os fiéis que visitarem a Catedral de Vitória no período de celebração do Jubileu de 60 anos da Arquidiocese, ou seja, até o dia 08 de setembro, quando se encerram os festejos com a realização do Congresso Eucarístico Arquidiocesano.

Para receber a indulgência é necessário, além da visitação à Catedral ou a participação de algum evento jubilar, se confessar; comungar e rezar nas intenções do Papa Francisco.

Leia o decreto na íntegra, traduzido pelo Pe. Celso

DECRETO

A Penitenciaria Apostólica, em virtude das faculdades a ela especificamente outorgadas por aquele que, em Cristo, nosso Senhor, e por obra da Providência Divina, é o Santíssimo Padre, o Papa Francisco, de bom grado concede ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Dom Luiz Mancilha Vilella, SS.CC., Arcebispo Metropolitano de Vitória do Espírito Santo, que todos os fiéis, no dia do Jubileu Arquidiocesano a eles propício, ao participarem presencialmente à ação sagrada com sincera contrição e movidos pela caridade, recebam, após o oferecimento do Divino Sacrifício, a Bênção papal com a sua correspondente Indulgência plenária, cumpridas as condições de praxe (confissão sacramental, Comunhão eucarística e oração pelas intenções do Sumo Pontífice).
Os fiéis que receberem devotamente a Bênção papal também poderão obter a indulgência Plenária, conforme as normas do direito, mesmo não estando, por motivos razoáveis, fisicamente presentes aos sagrados ritos, se os acompanharem piedosamente ao vivo por via televisiva ou radiofônica.

Não obstante qualquer disposição contrária.

Dado em Roma, junto à Penitenciaria Apostólica, no dia 22 de janeiro do ano 2018 de Nosso Senhor.

DECRETO

A Penitenciaria Apostólica, pelo incremento da religião dos fiéis e o bem das almas, em virtude do especial poder que lhe foi outorgado por aquele que, em Cristo nosso Senhor e por obra da Divina providência, é o Santíssimo Padre, o Papa Francisco, atendendo à solicitação dirigida por sua Excelência D. Luiz Mancilha Vilella, SS. CC., Arcebispo Metropolitano de Vitória do Espírito Santo, no sexagésimo aniversário do dia em que a até então chamada “Diocese do Espírito Santo” foi elevada à dignidade de Arquidiocese Metropolitana, com o nome de “Arquidiocese de Vitória do Espírito Santo”, concede benignamente, haurindo do tesouro celestial da Igreja, a Indulgência plenária, nas condições de praxe (confissão sacramental, comunhão eucarística e oração nas intenções do Santo Padre) aos fiéis sinceramente penitentes e impelidos pela caridade, desde o dia 22 de fevereiro até o dia 08 de setembro de 2018 – podendo aplicá-las também em modo de sufrágio pelas almas do Purgatório – que se dirigirem à igreja Catedral em forma de peregrinação e participarem aos ritos jubilares, ou se detiverem nela por um adequado espaço de tempo em piedosas considerações, concluindo com a Oração do Senhor, o Símbolo da Fé e invocando a Santíssima Virgem Maria.
Os idosos, doentes e todos os que, por graves razões, não puderem sair de casa, igualmente poderão obter a Indulgência plenária se, desapegados de todo pecado e com o propósito de cumprir as três condições de praxe assim que lhes for possível, se unirem no espírito às celebrações jubilares, oferecendo a Deus Misericordioso as orações, dores e incômodos da própria vida.
Para que o acesso ao perdão divino, obtido pelas chaves da Igreja, seja mais facilmente liberado em nome da caridade pastoral, esta Penitenciaria roga de coração que o penitenciário Arquidiocesano, o clero da catedral, os párocos e os sacerdotes munidos das oportunas faculdades para confessar, se ofereçam com ânimo pronto e generoso para celebrar a Penitência.
O presente decreto vale por toda a duração do Jubileu Arquidiocesano. Não obstante qualquer disposição contrária.
Dado em Roma, junto à Penitenciaria Apostólica, no dia 22 do mês de janeiro do ano 2018 de Nosso Senhor.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *