Home / Igreja no Mundo / Católicos puderam celebrar publicamente o Natal em Mianmar

Católicos puderam celebrar publicamente o Natal em Mianmar

Antes as celebrações de Natal em Mianmar ficavam restritas às igrejas, neste ano de 2017, de 23 a 25 de dezembro, foram celebradas liturgias e realizadas festas, caminhadas luminosas e procissões pela cidade, tudo com autorização do governo.

As comemorações pelo nascimento de Jesus foram encerradas no dia 25 de dezembro com uma solene liturgia na Catedral católica de Santa Maria, em Yangun, na presença do vice-presidente da União da República de Mianmar, Henry Van Yhio.

Na ocasião, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Yangun, Dom John Saw Yaw Han, falou sobre a felicidade dos cristãos birmaneses, ao mesmo tempo em que encorajou todos os cidadãos “a contribuírem de todas as formas possíveis para a paz e a prosperidade da nação”, informou a Agencia FIDES.

Festival de Natal

Com aprovação do Primeiro Ministro do governo regional de Yangun, Phyo Min Thein e do prefeito de Yangun, Mg Mg Spoe, foi realizado o “Festival de Natal” que tinha como explícita intenção “honrar a visita do Papa Francisco a Mianmar realizada em novembro de 2017 e para demonstrar solidariedade aos cristãos de Mianmar e do mundo”.

Segundo padre George Mg Mg, a permissão para realizar estas celebrações é um sinal do aumento da liberdade religiosa em Mianmar.

“Este ano foi muito significativo na história da ex-Birmânia, porque aos cristãos foi permitido celebrar o Natal com a população, publicamente, pelas ruas. Este Festival de Natal teve o objetivo de promover a coesão social, a compreensão inter-religiosa e a amizade entre os cidadãos”, declarou padre Thet Tin, pároco local.

Já o leigo católico Toe Toe recorda que “Natal significa mostrar e dar o amor de Cristo à humanidade”.

Phyo Min Thein, Primeiro Ministro do governo regional de Yangun, prometeu à população que o Festival de Natal terá continuidade nos próximos anos. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com Informações FIDES)

Fonte: ACI PRESS